terça-feira, 19 de janeiro de 2016

BONS LIVROS, BOAS LEITURAS II

A facilidade de Salvatini da Silva discorrer, em RECORDAÇÕES DO ÉDEN, a trama sobre a vida dos personagens, nos entusiasma a leitura desta obra. Se você ler como eu a li, tenho certeza que não sentirá o tempo passar, pois, estará tão envolvido com a história que o tempo parecerá ter parado, não conseguirá desprender os olhos.
Existe em Salvatini a vida nostálgica e o drama conflituoso que são administrados de forma inteligente no dia a dia e com altivez, o que parece não ter fim, tanta inspiração vai aflorando da alma e produzindo aquela sensação de alegria no leitor.
Os personagens aventuram-se nas encostas e caminhos e colinas cobertas por belas árvores e campos verdes, com linguajar corriqueiro dos homens interioranos, o que impressiona e cativa.
O drama, encarnado nas letras, desliza suavemente, como barco de papel em águas cristalinas.
Salvatini é prático e explora a natureza de modo sem igual, e suas ideias circundam num mundo mergulhado na nostalgia de onde busca as raízes humanas para desenvolver o entrelaçamento entre os personagens.
No momento inicial da leitura desta obra você aporta, como se fosse num café matinal, envolvido com todas as tarefas domésticas, naquelas horas vazias de um despertar tranquilo, silencioso, contemplando a relva sob o orvalho e a luz do sol ainda infante pincelando a natureza, sob uma orquestra viva e sincronizada pelas músicas dos pássaros e animais, distante, lá num passado.
Esta obra será, decerto, útil para incentivar a criatividade do leitor.
Que o livro seja realmente instrumento para aqueles que gostam de aventuras literárias.

Odair Mario Bordini
Advogado

Nenhum comentário:

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Maringá, Paraná, Brazil
Um homem em busca de aprendizado nas mais diversas áreas do conhecimento humano.

Minha lista de blogs